Sábado, 30 de maio de 2020
(61)98440-4851
Geral

08/08/2018 ás 15h17

1.230

Redação

Luzilandia / PI

21 anos e Luzilândia não esquece Raimundo Marques seu maior benfeitor
Luzilândia ainda sente muito a morte do seu maior prefeito em todos os tempos.
21 anos e Luzilândia não esquece Raimundo Marques seu maior benfeitor
Raimundo Marques

O 08 de agosto, não é um dia comum, é uma data muito triste a história triste do município de Luzilândia. As lembranças da de um crime cometido no final da tarde daquele 08 de agosto de 1997, contra o maior prefeito da história de Luzilândia, nunca serão esquecidas.


Raimundo Nonato Marques, de família humilde, nascido na localidade Mocambinho, (hoje cidade de Joca Marques), teve uma carreira política vitoriosa, elegendo todos os seus sucessores.


Antes de ingressar na vida política e tornar-se comerciante bem sucedido, foi lavrador e músico, ajudando o pai num pequeno conjunto, onde tocava cavaquinho.


Foi dele o fundamental apoiou que levou o seu irmão Joca Marques, a se elegeu prefeito de Luzilândia quando exercia o seu 4º mandato de vereador, mandato esse, por um período de apenas dois anos 1971-1972 (mandato tampão). 


No ano de 1975, Raimundo Marques ajudou a eleger Durvalino Castelo Branco, seu sócio comercial, para o período de 1973 -1976.


Em 1979, Raimundo Marques se elege pela primeira vez, com expressiva votação, para um mandato de seis anos, e no ano de 1982, elege como seu sucessor o sobrinho Ismar Aguiar Marques, igualmente para um mandato de seis anos (1983-1988).


Em 1988, Raimundo Marques se elege pela segunda vez, sucedendo o sobrinho Ismar Marques e em 1992, elege mais uma vez o seu sucessor, na pessoa do também sobrinho, Francisco Marques. E se elege, finalmente, para suceder a este, em 1996, fazendo assim o seu 3º mandato intercalado.


Luzilândia prosperava quando no final da tarde do dia 08 de agosto de 1997, o prefeito Raimundo Marques foi abatido traiçoeiramente e covardemente no posto de gasolina de sua propriedade, localizado na localidade rural Tirão das Lanças.


Em suas administrações, não se falava de obras, mas, em volume de obras, coisa que nunca mais se viu acontecer no município, a não ser, na gestão do governador Wilson Martins apoiando o amigo luzilandense, deputado Ismar Marques que a cidade viu-se transformada num canteiro de obras.


Por tantos feitos, para todos os lados que se olhar em Luzilândia tem a presença do prefeito Raimundo Marques, a ponto de se dizer que, se for retirado tudo o que ele fez praticamente fica nada. Desde a data do crime até os dias atuais, o desenvolvimento da cidade nunca mais foi o mesmo, ressalvando-se, o período da gestão do governador Wilson Martins apoiando o amigo luzilandense, deputado Ismar Marques que, a cidade viu-se transformada num canteiro de obras, e olhem, que muitos gestores tudo fizeram desmanchando ou modificando obras, para a apagar a memória do maior benfeitor que Luzilândia já teve.


Até aquela data, 08 de agosto de 1997, Luzilândia despontava como liderança política, comercial e cidade pólo da região. Após o crime, o que se viu foram perseguições políticas e um comércio entrando em decadência inclusive com muitas das maiores lojas e indústrias da cidade fechando, como foi o caso da Casa Pescadora, dentre outras, enquanto o comércio de Esperantina ganhava força e começava a crescer, até pelo apoio que aquela cidade passava agora a receber do governo estadual, coisa que antes não acontecia antes face a grande força política de Raimundo Marques em toda a região e os governadores temiam.


Raimundo Marques era casado com Dona Valmércia Pires de Moura Marques, e deixou dois filhos Ramon Pires de Moura Marques, na época vereador de Luzilândia, e Raimundo Nonato Marques Filho. 


O crime aconteceu quando o prefeito se encontrava em no posto rural, de sua propriedade e um pistoleiro atirou pelas costas

FONTE: Texto enviado pelo Historiador Emerson Meneses Pires de Moura

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

2 comentários

João

  ·  Luzilândia / Piauí Realidade totalmente deturpada. Só prova a oligarquia cheia de nepotismo. Além do monopólio comercial do referido ex-prefeito. Em 22/09/2018 ás 12h52

Emerson

  ·  Teresina O fi al do te texto não esta como enviado Em 08/08/2018 ás 18h38
Veja também
Mais lidas
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium