Terça, 10 de dezembro de 2019
(61)98440-4851
Brasil

29/01/2019 ás 21h01

96

Nichollas Castro

Brasília / DF

Chega de conversa fiada, precisamos é de avanço
Texto do filósofo Sousa El Shalom
Chega de conversa fiada, precisamos é de avanço

Nosso mecanismo, é o governo federal que elegemos.


Petistas em geral, e seus gupos apoiadores, que se autoproclam defensores de um comunismo solialista, uma tese que em sua teoria é altamente perfeita, mas que em seu emprego, não funciounou em lugar algum do mundo, deixando na verdade, rastros de desordem social e o mais abasoluto caos.


Estes militantes, dos mais altos níveis intelectuais aos mais simplórios, somados a uma mídia inescrupulosa que em seu conjunto não honra seus princípios. Tentam a todo custo e sem medir distância, denegrir a imagem do atual governo Brasileiro.


Sem bastar a idéia ridícula, absolutamente "fascista", da existência de dois segmentos em afirmação, cujo os defensores não demonstram o óbvio; conhecimento de causa, de ideologias e convicção, falo dos vícios " direita e esquerda", dois módulos conclusivamente desconceituados.


A mídia, por exemplo, da suporte as idéias inconsequentes e inoportunas, e com isto, tentam influenciar mesmo sem sucesso nossos compatriotas.


Não procede em nada com características profissionais e isentas, assumindo o papel do ataque a qualquer preço. O carro chefe desta prática, tem sido a damagoga rede Globo, e seus meios associados de comunicação, apelam para o baixo e execrável sensacionalismo, a partir de factoides construídos.


A mídia que tem atacado o recente governo  e suas ações, é um midiático inquisitório, desrespeitoso, e por tempos usurpador dos recursos públicos, o que acabou! Depois de severas e necessárias medidas dos setores econômicos do atual governo. Um tipo de " jornalismo" pretenso, mas totalmente desproporcional a verdade, no que deveria pelo menos assumir uma postura imparcial.


O supracinto midiático, " é fraco", um exemplo outro, é o caso do filho de Bolsonaro, senador Flávio Bolsonaro, que rendeu contínuas manchetes, com o intuito de tornar o assunto uma brecha ou pelo menos uma trinca, para se chegar ao governo, isto é de fato o que se pode chamar de perseguição. Não conseguiram apresentar uma prova contumaz, apenas um "picadeiro" bizarro de especulações e ilações sem nexo, chegando a beirar um tipo de apelação lastimável.


Alguns protagonistas de uma novela de retalhos na Internet, através de posts, frases de efeito, colocações insanas em suas redes sociais, deveriam discernir a força negativa e destrutiva do extremismo, com o qual se portam.


Penso que para o avanço alcançar e irromper com anos de atrasos consecutivos, necessário é, negarmos o tipo de política destemperada, promovida pelos poderes banidos e seus asseclas fanáticos, que dão _ lhes suporte mesmo vivendo na periferia dos altos assuntos pertinentes a nossa nação, o que está claro e evidente ser o foco do governo em curso.


As bandeiras do movimento que se denomina "esquerda", jazem desfiguradas, sem cor e credibilidade, pois o banho de corrupção promovido ao longo do tempo foi alastrante.


O certo é, que nada que este insignificativo aglomerado de militantes disserem, se fará importante para o momento. O governo em ação carece respirar, para produzir o melhor em prol do Brasil.

FONTE: Por Sousa El Shalom exclusivamente para o LN

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
INTUINDO

INTUINDO

Blog/coluna "Sobre uma política de jeitos e trejeitos, INTUIR se faz necessário, caminhar a luz do raciocínio, e concluir em cima da decorrência de fatos. A intuição não deve ser apenas um prognóstico, mas também um farol a clarear os horizontes de um mundo nem sempre acessível como o da política. Desta, se verifica as vezes um curso dinâmico e próprio da ideia para qual se fundamenta, mas desta, também se constata muitas vezes o desproveitoso e o péssimo, por isso não há dúvidas, INTUIR é preciso.“
Mais lidas
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium