domingo, 24 de setembro de 201724/9/2017
(86) 9.8188-1338
Muito nublado
24º
25º
36º
Luzilandia - PI
dólar R$ 3,12
euro R$ 3,73
Banner topo
Focus Cultural
Focus Cultural

Por Alberto Araújp

CULTURA
POSSE NA ACADEMIA MARANHENSE DE LETRAS.
Ela é a nona mulher a ingressar na AML, em quase 109 anos decorridos desde a sua fundação em 1908. Por isso, ela acredita que a sua eleição é uma homenagem e um reconhecimento da AML ao valor das escritoras maranhenses.
Edson Barros Luzilândia - PI
Postada em 03/05/2017 ás 22h19 - atualizada em 06/05/2017 ás 06h22
POSSE NA ACADEMIA MARANHENSE DE LETRAS.

Em cerimônia prestigiada por diversas autoridades e mais de 200 pessoas, na noite de 06 de abril deste ano, a Promotora de Justiça, professora universitária e escritora Ana Luiza Almeida Ferro, membro correspondente da UBE-RJ e do PEN Clube do Brasil, tomou posse na Cadeira nº 12 da Academia Maranhense de Letras, tendo como patrono o jornalista Joaquim Serra, fundador o Senador Clodomir Cardoso e um dos últimos ocupantes o grande poeta Odylo Costa, filho.


Em seu discurso de posse ela homenageou a sua família, os ilustres escritores ligados à história da Cadeira nº 12 e o poeta Ferreira Gullar, recentemente falecido. Foi saudada pela Acadêmica Professora Ceres Costa Fernandes.


Ana Luiza foi eleita para a AML em primeiro escrutínio, com 31 votos, entre 36 válidos, no dia 15 de setembro de 2016. A nova imortal considera a realização de um sonho e uma grande honra ocupar uma cadeira de personagens tão insignes, um dos quais Patronos de Cadeira na Academia Brasileira de Letras (Joaquim Serra) e outro ocupante de cadeira na mesma ABL (Odylo Costa, filho).


Ela é a nona mulher a ingressar na AML, em quase 109 anos decorridos desde a sua fundação em 1908. Por isso, ela acredita que a sua eleição é uma homenagem e um reconhecimento da AML ao valor das escritoras maranhenses.


Ana Luiza é autora de 14 livros, principalmente de Direito Penal, História e poesias. Conquistou o 2º lugar no Prêmio “Poesia, Prosa Ed Arti figurative” (Itália) em 2014, pela obra Quando: o Prêmio Literário Nacional PEN Clube do Brasil 2015, ambos pelo livro1612, dentre outras distinções.


Foi entrevistada pelo apresentador Jô Soares em seu Programa do Jô, da Rede Globo (2010), pela obra Crime organizado e organizações criminosas mundiais.


FONTE: FONTE: PORTAL SEM FRONTEIRAS.
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

ALBERTO ARAÚJO Rio de Janeiro - RJ 05/05/2017

Muito importante para a Academia Maranhense de Letras a integração da Dra. Ana Luiza Almeida Ferro. A premiadíssima escritora tem apresentado brilhantes trabalhos na literatura brasileira. Parabéns! - Abraços, Alberto Araújo-jornalista e escritor.

imprimir
316
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium