Terça, 27 de junho de 201727/6/2017
(86) 9.8188-1338
Parcialmente nublado
23º
30º
33º
Luzilandia - PI
dólar R$ 3,30
euro R$ 3,71
Banner topo
POLÍTICA
Governador Wellington Dias apresenta propostas para o crescimento do Brasil em Brasília
Para o governador as alternativas devem ser norteadas pelo crescimento da economia, geração de empregos e proteção às camadas mais pobres.
Edson Barros Luzilândia - PI
Postada em 14/06/2017 ás 05h38 - atualizada em 14/06/2017 ás 19h05
Governador Wellington Dias apresenta propostas para o crescimento do Brasil em Brasília

Governador apresenta propostas para o crescimento do Brasil (André Oliveira/Ccom)

O governador Wellington Dias proferiu, na manhã desta terça (13), no Senado Federal, em Brasília, uma palestra durante o lançamento da Frente Parlamentar em Defesa dos Bancos Públicos. Na ocasião, ele apresentou propostas para o crescimento do Brasil, que atualmente passa por um momento delicado na economia e na política.


Para Wellington, as alternativas devem ser norteadas por três eixos: crescimento da economia, geração de empregos e proteção às camadas mais pobres. Isso se daria, principalmente, por meio do controle das despesas para que possa haver a ampliação de investimentos em infraestrutura, produção e serviços.


“É necessário que a União tome a decisão de se fazer andar um conjunto de obras e ações (são 25 mil em todo o país) que vão desde a construção de uma unidade básica de saúde a um sistema de água. Em outros lugares, obras mais estruturantes como a Ferrovia Transnordestina e rodovias, como a BR’s-235. Isso garantiria a criação de 1 milhão e 100 mil empregos no Brasil, sendo cerca de 70 mil apenas no Piauí, o que gera mais consumo e uma condição de aceleração do crescimento”, destaca Dias.


Dentre os pontos abordados pelo governador na palestra, estão o controle das despesas públicas e o combate à sonegação fiscal. “É importante que haja um novo olhar sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal, tendo como meta alcançar o mínimo de 10% de capacidade de investimento em 15 anos. Já o combate à sonegação seria feito por meio de medidas preventivas e para recuperação, além da securitização das dívidas ativas”, atentou.


O chefe do executivo estadual também destacou a necessidade da Reforma Política. Para tanto, ele defende o fim da Coligação Proporcional, o voto em lista, o fim da reeleição, o mandato de 8 anos para o Senado e de 4 anos para outros cargos, a unificação das eleições, além do financiamento público de campanha e financiamento de pessoa física limitado até 5% da renda anual e teto por pessoa.


No evento, Wellington Dias ainda debateu sobre o crescimento Acumulado do PIB; PIB PIAUÍ; a evolução da relação entre Dívida Consolidada Líquida (DCL) e Receita Corrente Líquida (RCL); mantimento de reservas em moeda estrangeira; pacto pelo Emprego Legal; controle da inflação e redução dos juros; crise Institucional; turismo; déficit da previdência dos estados.

FONTE: Lorenna Costa/Ccom
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
107
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium