Quinta, 23 de janeiro de 2020
(61)98440-4851
Cultura

15/06/2017 ás 07h49 - atualizada em 21/06/2017 ás 16h31

654

Redação

Luzilandia / PI

Professor apresenta Projeto III Jornada de História com o Tema "Luzilândia, Berço Amado!"
A sensibilidade cultural do professor impressionou! Aliás, demonstrou e comprovou para a sociedade com é compartilhar e preservar a história de um povo
Professor apresenta Projeto III Jornada de História com o Tema
Igreja de Santa Luzia; Patamar e Casa Paroquial

Nesta quarta-feira (14), em Luzilândia, foi exposto o Projeto III Jornada de História com o Tema "Luzilândia, Berço Amado", sob a coordenação do Professor Paulo Cesar Andrade, que estudou na Unidade Escolar Cleonice Teles.


O professor fez uma exposição histórica dos centros e logradouros públicos históricos da cidade, com maquetes de uma arquitetura inovadora e preservando a história cultural da cidade.


A exposição ocorreu na Escolinha Zabelê, antigo Centro Operário (foto), localizada à histórica Rua 28 de julho. A história registra que 28 de julho de 1955 foi a data em que os Correios e Telégrafos foi instalado na cidade, por determinação do então presidente Café Filho, que governou o Brasil no período de 24 de agosto de 1954 a 8 de novembro de 1955, sendo o 18º Presidente do País.



Com o suicídio de Getúlio Vargas em 24 de agosto de 1954, Café Filho assumiu a Presidência da República. Em 8 novembro de 1955 foi afastado da presidência por motivos de saúde, assumindo em seu lugar o presidente da Câmara, Carlos Luz, este deposto por tentar impedir a posse do presidente eleito Juscelino Kubitschek.


Simplesmente espetacular o evento programado e apresentado pelo professor! E merecedor de aplausos!


Nas maquetes arquitetônicas, o professor Paulo César não esqueceu absolutamente de nada. Desde os prédios públicos até às edificações privadas, como a casa história de uma arquitetura única do senhor Pedro Ramos de Sales, um agropecuarista falecido e que deixou também sua história no campo político.


A sensibilidade cultural do professor impressionou! Aliás, demonstrou e comprovou para a sociedade com é saber compartilhar e preservar a história de um povo. Enfim, uma beleza a abordagem cultural e o talento do profissional.


Na apresentação das maquetes, o professor apresentou um projeto de como revitalizar o centro histórico da Igreja Matriz de Santa Luzia, em Luzilândia. Apresentou maquetes para, por exemplo, ressurgir o antigo "coreto" do patamar da Igreja, um conjunto arquitetônico representativo de processo histórico ao lado da Casa Paroquial.


Outra maquete que chamou muito a atenção dos luzilandenses foi a reinvenção da Praça Santa Luzia, com uma arborização inovadora a ser implantada e trazendo para o centro do logradouro um espaço de convívio humano e de lazer.


A maquete também da Capelinha da "Luzia Cortada", que foi erguida em homenagem a uma mulher pobre que foi cortada aos pedaços pelo marido ciumento, nos primórdios de Luzilândia.



Revitalização do Coreto e Reinvenção da Praça Santa Luzia


Simplesmente extrardinário! Na riqueza de detalhes, Paulo César mostrou como são os "passos da história" e como "fazer história".


O projeto deve, inclusive, ser apresentado em Teresina. Para que o Piauí conheça a história de Luzilândia, sua cultura e seus filhos competentes, um deles o professor Paulo César Andrade. Com grande repercussão na mídia. Somente assim far-se-á que todos compreendam o que significa preservar a história e a cultura.


Um verdadeiro resgate! E o reconhecimento não pode ser outro:


PARABÉNS!!!



 



 







FONTE: Jornal de Luzilândia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Mais lidas
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium